Você está aqui: Home

Projecto INF@INCLUDE – PROMOÇÃO DA LITERACIA DIGITAL Aprovado pelo INALENTEJO

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Enquadramento

O presente projecto enquadra-se no âmbito do Programa Operacional Regional do Alentejo – INALENTEJO, Eixo 1 – Economia Digital e Sociedade do Conhecimento, Regulamento Específico Economia Digital e Sociedade do Conhecimento, Aviso de Abertura de Concurso n.º4/EDSC, e insere-se maioritariamente na tipologia de operação “Projectos de promoção da literacia digital, em particular os projectos baseados em relações de proximidade com grupos “info-excluídos” (alínea d) do Aviso referido).

O projecto enquadra também as vertentes constantes nas alíneas f) Projectos de apoio à dinamização de novos serviços de carácter comunitário, g) Projectos de criação e digitalização de conteúdos temáticos e desenvolvimento de conteúdos e aplicações científicas, educativas e culturais e i) Projectos de criação e desenvolvimento de conteúdos e aplicações dirigidas a cidadãos com necessidades especiais.

Linhas de Actuação

Genericamente o projecto promove, de forma supra-municipal, envolvendo 10 concelhos do distrito de Beja como destinatários finais da operação, as seguintes vertentes:

 

Linha 1 – Implementação de infra-estruturas informáticas em instituições de carácter comunitário e social;

Linha 2 – Promoção da Sociedade da Informação;

Linha 3 – Produção de conteúdos de índole cultural;

Linha 4 – Promoção da modernização administrativa;

Linha 5 – Reutilização de equipamentos informáticos;

Linha 6 – Satisfação de carência de cidadãos com necessidades especiais;

Linha 7 – Promoção da igualdade de Género.

 

Sucintamente, indica-se o enquadramento do projecto nas linhas definidas atrás:

 

  1. Implementação, em 20 instituições dos concelhos abrangidos, de infra-estruturas informáticas para acesso às novas tecnologias de informação e comunicação (NTICs), com acesso a ferramentas de produção e acesso à internet. Estas instituições serão definidas pelos órgãos próprios de cada concelho, envolvendo prioritariamente centros de dia, de forma a englobar um público com tradicionalmente menor acesso às novas tecnologias de informação e comunicação;
  2. Promoção da Sociedade da Informação e Conhecimento e literacia digital, com proximidade em grupos próximos da infoexclusão, desenvolvendo ou aumentando os serviços desenvolvidos em instituições de carácter social;
  3. Desenvolvimento de um portal para recolha e produção de conteúdos em língua portuguesa de carácter maioritariamente cultural. Incentiva-se os utilizadores das infra-estruturas desenvolvidas a alimentar o sistema, através do registo informático de histórias, lendas, registos históricos da região, antigas profissões e artifícios, receitas culinárias, etc;
  4. Promoção junto do público-alvo das iniciativas e resultados das medidas e projectos realizados no âmbito da Modernização Administrativa dos concelhos, incentivando a procura e utilização dos novos serviços desenvolvidos;
  5. Reutilização de equipamentos informáticos, que serão utilizados no apetrechamento dos espaços a dotar de infra-estrutura informática, utilizando um paradigma tecnológico diferente do seguido actualmente como ‘um utilizador-um PC’, reduzindo a quantidade de equipamentos enviados para a reciclagem;
  6. Instalação na infra-estrutura desenvolvida de aplicações dirigidas a cidadãos com necessidades especiais, facilitando a interacção com as aplicações informáticas disponíveis, bem como a instalação de interfaces físicas especiais para o público em questão;
  7. Face à tipologia do projecto, a igualdade de género é transversal a toda a sua realização, providenciando o igual tratamento desde situações de contratação para desenvolvimento do projecto à criação de conteúdos culturais previstos no projecto.

 

Objectivos Gerais

São objectivos gerais do presente projecto, conforme fundamentação prévia:

  • Implementação de espaços para acesso às Novas Tecnologias de Informação e Comunicação e Internet;
  • Promoção da Sociedade da Informação e Conhecimento e da Literacia Digital, com combate à Infoexclusão;
  • Produção de Conteúdos Culturais;
  • Promoção da Modernização Administrativa;
  • Reutilização de Equipamentos Informáticos.

Objectivos Específicos

São objectivos específicos do presente projecto:

 

  • Incrementar o uso de computadores, acesso às NTIC e Internet em 10 concelhos do distrito de Beja;
  • Promover a info-inclusão de públicos específicos, com dificuldades económicas e com baixas competências nas áreas das NTIC, bem como com necessidades especiais, nos concelhos abrangidos pelo projecto;
  • Incentivar e produzir conteúdos e materiais de índole cultural pelos públicos abrangidos no projecto;
  • Reduzir os Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos (REEE) pela reutilização de computadores pessoais recolhidos nos concelhos abrangidos.

 

Solução Tecnológica

fig1

Figura 1 – Arquitectura do Sistema de Gestão e Reutilização de Computadores

 

 

 

fig2a

Solução tradicional – ‘Um utilizador – um PC’

 

fig2b

Solução a implementar com processamento centralizado

Figura 2 – Comparação de soluções para a infra-estrutura informática

 

 

Âmbito Geográfico

Todo o distrito de Beja

fig3

Figura 3 - Concelhos abrangidos no âmbito do projecto

Indicadores do Projecto

Indicadores de realização

A análise evolutiva do projecto, elaborada em articulação com a Comissão de Acompanhamento engloba a construção de indicadores de acompanhamento e realização, entre os quais os seguintes:

 

  • N.º de anúncios nas rádios e imprensa
  • N.º de Folhetos distribuídos
  • N.º de flyers e Mupis
  • N.º de entidades envolvidas na divulgação do projecto
  • Seminário Final de Apresentação de Resultados

 

Indicador

Unidade

Quantificação

Instituições com novas infra-estruturas informáticas

N.º

20

Relatórios técnicos produzidos

N.º

2

Relatórios produzidos

N.º

3

Acções de apoio para uso das NTIcs

N.º

20

Acções de divulgação de serviços desenvolvidos no âmbito de processos de Modernização Administrativa

N.º

20

Computadores reutilizados

N.º

300

Toneladas de REEE reutilizados

Ton.

5

Artigos de índole cultural concebidos

N.º

60

Plataformas, portais e sítios de

Utilização generalizada ou específica

N.º

1

 

Indicadores de resultado

A análise evolutiva do projecto, elaborada em articulação com a Comissão de Acompanhamento engloba a construção de indicadores de resultado, que se apresentam de seguida:

 

Indicador

Unidade

Quantificação

Utilizadores potenciais abrangidos pelos sistemas de informação implementados

N.º

400

% utilizadores potenciais que adquiriram competências em TIC.

%

70

% de utilizadores potenciais satisfeitos ou muito

satisfeitos

%

95

Visitas via internet ao portal para alojamento de conteúdos desenvolvidos de índole cultural

N.º

1000

Implementação de sistemas de reutilização

N.º

1

Indicadores de impacto

Apontam-se os indicadores de impacto seguintes, decorrentes na implementação do projecto e utilização futura das infra-estruturas físicas e lógicas realizadas.

 

Indicador

Acréscimo da produtividade individual do público-alvo do projecto decorrente das competências adquiridas

Redução de custos (de comunicações e outros) dos agregados familiares por utilização das novas NTICs

Aumento da taxa de utilização de serviços municipais, distritais ou nacionais desenvolvidos no âmbito dos projectos de Modernização Administrativa

Acréscimo de REEE reutilizados

Acréscimo do registo de património cultural intangível

 

 

 

Cronograma

fig4